5 bons animes para crianças e adolescentes

bons animes para criança

Anime é o diminutivo de “animação” e, no contexto ocidental, se refere aos desenhos animados criados por estúdios e artistas japoneses, podendo ser adaptações de mangás ou histórias originais. Abaixo segue cinco sugestões de animes que podem ser boas escolhas para o público infanto-juvenil.

Naruto: é um anime que esteve em exibição entre os anos 2002 e 2007 em um total de 220 episódios. O anime é inspirado em um mangá de mesmo nome e traz a história de Naruto Uzumaki, um jovem aspirante a ninja que sonha um dia se tornar mestre de sua vila. A série é dividida em duas partes: na primeira parte, Naruto e seus companheiros desenvolvem suas habilidades pessoais enquanto tensões políticas ocorrem na vila. A segunda parte enfoca o adolescente Naruto após seu período de treino e sua busca para alcançar o posto de chefe. Com certeza, Naruto é um dos animes japoneses mais famosos.

One Piece (Wan Pīsu): é um anime adaptado de um mangá de mesmo nome que está em exibição desde o ano de 1997 e atualmente conta com aproximadamente 826 episódios. A narrativa acompanha a busca de Monkey D. Luffy e seus colegas – o espadachim Roronoa Zoro, a ladra e navegadora Nami, Usopp, um mentiroso franco-atirador; e Sanji, um cozinheiro mulherengo -, pelo mundo de One Piece, um mundo peculiar no qual vivem muitas raças.

AnoHana (Ano Hi Mita Hana no Namae wo Bokutachi wa Mada Shiranai): é um anime criado por Mari Okada que esteve em exibição durante o ano de 2011. Após a trágica morte de Meiko “Menma” Honma em um acidente, um grupo de seis amigos de infância acabam por se separar. Dez anos se passam e o líder do grupo, Jinta Yadami, recebe a visita espectral de Meiko que lhe pede que a ajude a cumprir o que seu destino tinha lhe guardado antes de ser interrompido pela morte. Jinta reúne o grupo e, além de lidar com as demandas de Meiko, os demais devem aprender a lidar com seus próprios problemas e conflitos internos e externos.

Gintama: é um mangá escrito e desenhado por Hideaki Sorachi que está em exibição desde 2003. Em um mundo alternativo, durante o período Edo, alienígenas desceram à terra e a dominaram. Samurais fizeram parte da resistência, mas ainda assim os invasores levaram a melhor. Desde a derrota daqueles, as espadas foram proibidas. No entanto, um samurai continuou a resistir ao novo sistema, Sakata Gintoki que toma o adolescente Shimura Shinpachi como seu aprendiz e o ensina a combater os alienígenas.

Doraemon: é um anime criado por Fujiko F. Fujio, adaptado do mangá de mesmo nome, e que esteve em exibição no ano de 1973. Trata-se de um anime do gênero comédia, que se ocupava em passar lições de moral, bons costumes, boa convivência, civilidade e até mesmo formas de preservar o meio ambiente. O anime tinha como público alvo as crianças. Em 2008, Doraemon recebeu a distinção do Ministério de Cultura Japonês ao ser considerado o “embaixador dos animes” no país.

5 Mangás para o público infantil

mangás para público infantil

Mangás são histórias em quadrinhos no estilo japonês. Abaixo segue algumas sugestões de boas histórias com conteúdo condizente com a faixa etária infanto-juvenil. Vamos lá galerinha?

1 – Space Brothers

Space Brothers (Uchū Kyōdai) é um mangá em série publicado desde 2007, contando aproximadamente 30 volumes e criado por Chūya Koyama. A história narra as peripécias de Mutta Namba em sua luta para alcançar seu sonho de criança de se tornar um astronauta e ir para Marte. Quando criança, ele e seu irmão mais novo, Hibito, pensaram ter visto um Objeto Não Identificado (OVNI) e este acontecimento fez com que se desenvolvesse nos dois o desejo compartilhado de chegar ao espaço, mas enquanto o caçula foi bem sucedido, seu irmão mais velho Mutta precisa empreender uma longa jornada que o leve a concretização de seu sonho.

2 – Slam Dunk

Slam Dunk (Suramu Danku) é um mangá escrito e desenhado por Takehiko Inoue (autor de um outro mangá conceituado intitulado Vagabond), que foi publicado entre os anos 1990 a 1996. O mangá narra a história conturbada de Hanamichi Sakuragi, um adolescente rebelde, outsider, envolvido com o mundo das gangues e sem qualquer traquejo social. Tudo muda em sua vida quando é convidado a integrar o time de basquete da escola, o que ele faz com a intenção de impressionar uma garota por quem está apaixonado, Haruko Akagi. Surpreendentemente, Sakuragi se dá bem no esporte e começa a realmente apreciá-lo, desta forma, consegue levar seu time a competições esportivas importantes. Slam Dunk, além de mangá, mais tarde virou um famoso anime também.

3 – Chihayafuru

Chihayafuru é um mangá que foi publicado entre 2011 e 2012. Conta a história de Chihaya Ayase e seu desejo de se sobressair em algo, assim como a irmã que é modelo. As coisas mudam quando ela conhece Arata Wataya, um experiente jogador em um jogo de cartas chamado karuta, que se convence de que Chihaya também tem talento. Com o passar do tempo, a garota se sobressai no karuta, mas perde contato com Wataya. Desta forma, ela continua jogando na esperança de um dia encontra-lo.

4 – Silver Spoon

Silver Spoon (Gin no Saji) é um mangá escrito por Hiromu Arakawa (autora de Fullmetal Alchemist), iniciado em 2011 e que segue sendo publicado. Silver Spoon traz a saga escolar de Yugo Hachiken. Tendo sido recusado na escola na qual gostaria de estudar, Yugo se inscreve em uma na região rural com a esperança de que as matérias mais simples lhe deem tempo suficiente para que ele estude para entrar naquela que realmente deseja. Entretanto, quando inicia o curso é logo surpreendido pela dificuldade das tarefas a serem desempenhadas, e seu desejo de se tornar o primeiro aluno da classe parece muito mais difícil de ser concretizado.

5 – Phoenix

Phoenix (Hi no Tori) é um mangá em 12 volumes originalmente publicado entre 1967 a 1988, criado por Ozamu Tesuka. Trata-se de uma série de histórias que tematizam a reencarnação e a busca pela imortalidade, que no mangá são representadas como impossíveis de se obter ou fruto de uma terrível maldição. O mangá se propõe a brincar com a cronologia e trabalha com uma linha temporal irregular.

Então é isso! Essa foi nossa lista de mangás que os baixinhos adoram!

Veja também:

7 dos mais famosos animes japoneses

animes japoneses famosos

Os japoneses fazem animes (desenhos animados) desde o começo da segunda metade do século 20. Segundo o especialista Alexandre Nagado, o primeiro anime japonês que teve projeção fora do Japão foi Speed Racer, mas depois disso muita água rolou e muito mais animes fizeram sucesso. E então, quais são os mais populares da história? Quais são os mais assistidos de todos os tempos?

Animes mais populares de todos os tempos

Bleach

Bleach foi produzido originalmente como um mangá e depois foi para as telinhas na forma de desenho animado. Bleach fala muito de lealdade e amizade, mas também de comédia e ação. O personagem protagonista é o Ichigo Kurosaki que adquire os poderes de um Deus da morte. A responsabilidade de Ichigo é proteger a humanidade de espíritos do mal. Ele também é responsável por guiar as almas até o mundo espiritual.

Naruto

Naruto é mais um sucesso. Falar de melhores animes e não citar Naruto, com certeza não é uma boa ideia.

A história é sobre um jovem ninja que tem a raposa de 9 caldas no seu interior. Ele quer ser reconhecido e se tornar um ninja mais poderoso de sua vila. A história do mangá é escrita e ilustrada por Masashi Kishimoto. As aventuras de Naruto Usumaki e amigos estreou no japão em 3 de outubro de 2002.  Naruto é um sucesso total no japão e em todo o mundo. Há ainda a continuação da história com Naruto Shippuden, que é mais um sucesso.

Full Metal Alchemist

A história de Full Metal Alchemist é até um pouco triste, mas isso não tirou o potencial desse anime para atrair milhões de telespectadores.
Tudo se passa na era da revolução industrial europeia. Os jovens alquimistas Edward Elric e Alphonse Elric tentam reviver a mãe deles usando uma técnica chamada transmutação humana, mas eles não se deram bem com essa história e perderam várias partes de seus corpos. Daí eles têm que tentar recuperar o que foi perdido.

Dragonball

Talvez o Dragon Ball seja o anime mais assistido no brasil. Akira Toriyama é o nome do gênio que desenhou o mangá que foi transformado em anime em 1984.

Dragon Ball conta a história de Goku desde criança até ele se tornar adulto. Com certeza muita gente já se divertiu com essa galera: Son Goku, Vegeta, Son Gohan, Piccolo, Kuririn, Bulma e muitos outros personagens de Dragonball.

Pokémon

Pokémon é outro anime muito popular no Brasil também. Ash Ketchum é um jovem treinador de pokémons cujo sonho é ser o melhor dos treinadores de todos os tempos junto com o seu Pikachu, ele passa por muitas aventuras no universo dos pokémons e enfrenta todo tipo de dificuldade também.

One Piece

One Piece é simplesmente o mangá mais vendido da história. O anime baseado no mangá estreou em 20 de outubro de 1999 no japão. A história principal é do garoto Monkey D. Luffy, um menino que adquiri poderes sobrenaturais após ter ingerido uma fruta mágica. Sua pretensão é chegar ao tesouro supremo com a ajuda de seus amigos. One Piece se passa em um mundo encantador de muita fantasia.

Death Note

Em Death Note Light Yagami é um estudante de ensino médio que encontra um caderno sobrenatural chamado justamente death note. Esse caderno lhe permite matar qualquer um cujo nome esteja escrito no caderno. Death note tem um enredo super inteligente e por isso é um dos animes mais assistido de todos os tempos.

Então esses são os 7 mais famosos animes japoneses na opinião do nosso site, espero que tenham gostado.

3 boas HQs para ler

boas hqs para se ler

Nas últimas décadas, as histórias em quadrinhos têm deixado de ser vistas apenas como uma leitura fácil e por vezes infantilizada, para alçar ao patamar de obras de arte. Com conteúdos que podem trazer desde críticas políticas, sociais e econômicas ferrenhas, à própria forma de se pensar a arte, as HQ’s se colocam no cenário cultural como um importante veículo que traz reflexão, diversão e beleza para as mais diversas idades. Abaixo, segue uma lista com algumas dicas de HQ’s que romperam com as barreiras da considerada “leitura fácil”.

1– O Cavaleiro das Trevas

É uma história do Batman, escrita e desenhada por Frank Miller em 1986, dividida em uma minissérie de quatro edições. O enredo traz um Bruce Wayne mais maduro e mais amargo, que, tendo aposentado seu uniforme de morcego há dez anos, tem que lidar com seus traumas do passado. Com o aumento da criminalidade em Gotham City, o Batman se torna necessário. Em um mundo em que os heróis foram forçados a se aposentar e que o único em atividade é o Superman, as opiniões da população acerca desse retorno do Homem Morcego ficam divididas. Assim, o governo coloca o Superman no encalço do Batman.

2– Watchmen

Criação de Alan Moore e Dave Gibbons também em 1986, é uma história que, junto com O Cavaleiro das Trevas, inseriu as HQ’s em um novo patamar de arte trazendo novas abordagens e temas mais sérios. Na década de 80, o mundo fica em suspenso na ameaça de uma possível guerra nuclear perpetrada pelas duas grandes potências inimigas: EUA e URSS. É nesta realidade tensa que surge Watchmen. A história se inicia com o assassinato de um herói aposentado, o Comediante. A partir das investigações tanto da polícia quanto as de Rorscharch, ex-colega da vítima e um herói que se recusou a se aposentar quando o governo assim o ordenou, a trama se divide em subtramas que problematizam a natureza humana, o bem e o mal intrínsecos ao indivíduo, e as próprias consequências do uso desenfreado da ciência e tecnologia.

3– A Liga Extraordinária

Essa é também uma criação de Alan Moore, com desenhos de Kevin O’Neill. Trata-se de uma equipe de heróis que se ocupam em defender a Grã-Bretanha das forças do mal. A ideia seria a mais comum possível no mundo dos quadrinhos se não fosse o fato de estes heróis terem saído de romances da literatura clássica. Em 1898, Campion Bond, um agente da inteligência britânica, pede que Mina Murray (Drácula, de Bram Stocker) encontre certos indivíduos que possam fazer parte de um grupo, sendo eles: Allan Quatermain (personagem de As Minas do Rei Salomão, de H. Rider Haggard); o Capitão Nemo (As 20.000 Léguas Submarinas, de Júlio Verne); Dr. Jekyll e Mr. Hyde (O Médico e o Monstro, por Robert Louis Stevenson); Hawley Griffin (O Homem Invisível, de H.G. Wells), entre outros como Dorian Gray (O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde) e Tom Sawyer (As aventuras de Tom Sawyer, de Mark Twain).

5 Desenhos Animados da década de 80 que marcaram época

desenhos animados anos 80

Na década de 80, a televisão fazia um papel importante nas vidas das crianças que, fora as brincadeiras de rua, não tinham outras distrações. Ainda que esteja em um passado recente, os desenhos que passavam nas programações voltadas para o público infantil são, a cada dia, esquecidos. Desta forma, este post busca reavivar na memória alguns dos desenhos mais importantes da década.

1° – He Man

Originalmente, o He Man era o personagem principal de uma linha de brinquedos da Mattel. Junto com outros personagens, fazia parte dos Masters of the Universe. Em 1983 se torna uma série de desenhos para a televisão. O Príncipe Adam é o governante do Planeta Eternia. Com poderes que lhe foram dados por uma feiticeira, ele se transforma no He-Man e se ocupa em proteger Eternia e o Castelo de Grayskull contra o mestre maligno, Esqueleto.

2° – She-Ha

She Ha é o codinome da Princesa Adora, irmã gêmea do herói He Man. Separados ainda bebês, He Man fica em Eternia enquanto She Há é levada para Eteria, um planeta que está sendo dominado pelas forças da Horda. Um grupo de rebeldes se levanta contra este poder para combatê-lo. A Princesa Adora, tendo passado muitos anos acreditando nas palavras mentirosas da Horda, só se dá conta de seu engano quando se encontra com o He Man, que vai lhe mostrar que os poderes que eles compartilham deve ser empregado apenas para o bem.

3° – Thunder Cats

Essa foi uma série exibida em 1983, tendo chegado ao Brasil em 1986. Trata-se das aventuras de um grupo de nobres felinos que fogem de seu planeta Thundera quando ele é destruído pelas forças mutantes dos Plun-Darr, que tentam roubar a espada mágica que confere poder aos Thundercats. Sendo assim, a nobreza felina de Thundera entra em sua nave e, em animação suspensa, se dirigem ao Terceiro Mundo. Quando chegam ao seu novo lar, descobrem que foram seguidos pelos vilões mutantes.

4° – Caverna do dragão

Caverna do dragão foi uma série de animação exibida entre os anos 1983 e 1985 pela CBS. Baseado nos jogos de RPG Dungeons and dragons, a série traz um grupo de crianças que acabam passando por um portal e alcançando outro mundo, ao andarem em uma montanha russa chamada “Dungeons and dragons”.

4° – Cavalo de Fogo

Cavalo de Fogo foi ao ar em 1986 contando com uma única temporada com 13 episódios. A série narra a história de Sara, uma garotinha que, quando bebê, foi salva de uma bruxa das trevas por um cavalo mágico falante. Aos 13 anos, seu colar começa a brilhar e emite um sinal ao cavalo que vem e lhe conta sua história. Filha do rei e da Rainha de Dar-Shan, Sara ficou presa na guerra entre sua mãe e a irmã desta, Diabolyn, uma feiticeira do mal que tentou de tudo para tomar o poder. Para manter a filha a salvo, a rainha a envia para a Terra, para viver sob a proteção de um certo Sr. Cavanaugh que também guarda um grande segredo.